A zulk, parte 11: A numerologia ajuda a explicar!

A zulk, parte 11: A numerologia ajuda a explicar!

A zulk, parte 11: A numerologia ajuda a explicar!

8
0

7 — A totalidade do universo em movimento, os 7 dias da semana, os 7 planetas visíveis, as 7 cores do arco-íris, as 7 notas da escala musical diatônica, os 7 sacramentos, os 7 gênios, os 7 anjos que conforme o Apocalipse estão sempre diante do trono de Deus. O 7 simboliza o dinamismo resultante, a aliança de Deus com a humanidade. Representa a plenitude, a individualidade, a riqueza, a perfeição, o período completo ou o ciclo completo. Está associado à Lua (cada fase lunar dura sete dias) e é tido como um número sagrado. Representa as más influências da vida agindo sobre o indivíduo e a certeza de ultrapassar estas barreiras e vencer o ciclo natural do bem e do mal e, assim, completando e findando o ciclo, promete a certeza da realização. É o número da espiritualidade, do misticismo e da introspecção. Tem muita sensibilidade, fantasia e criatividade, mas sempre voltadas para si próprio. Conduz à busca da tranquilidade e da paz interior. O lado negativo é a instabilidade emocional e a tendência a dar muita importância à fantasia, afastando-se da realidade externa.

8 — O equilíbrio cósmico, o número dos raios da roda, a ressurreição, a transfiguração que sucede os 7 dias da Criação. Símbolo da eternidade, matematicamente representado pelo número 8 na horizontal (lemniscata), é a clássica representação do infinito, a comunhão perfeita entre o consciente e o inconsciente, e do conhecimento esotérico. Representa a harmonia da obra terminada. É o número da ordem e do equilíbrio cósmicos. Está associado às idéias de justiça e harmonia. Sugere a imparcialidade e a capacidade de julgar tanto seus atos como os dos outros. Representa também a força moral e a integridade, o equilíbrio entre o bem e o mal. Número do equilíbrio material e espiritual, da capacidade de administração e do trabalho duro. Traz uma grande possibilidade de realização financeira. É organizado e realista. Seu lado negativo pode surgir quando ele se volta somente para o aspecto material, abandonando o espiritual.

(8)

Deixe um Comentario

Jean Paulo Jean Paulo, um autodidata, um eterno apaixonado por tecnologia, tem na base de sua formação a psicologia de onde misturou com a fotografia, e diversas outros conhecimentos técnicos, como designer, empreendedorismo, administração, arte, teorias da aprendizagem, marketing digital e de tudo isso criou a Zulk. Hoje, alem de tudo, dedica a maior parte de sua vida a estudar filosofia, e a treinar outras pessoas pra atingir o sucesso.