A Zulk, parte 4: Um período de dúvidas e escolhas…

A Zulk, parte 4: Um período de dúvidas e escolhas…

A Zulk, parte 4: Um período de dúvidas e escolhas…

12
0

Em 2005 cursava o último ano do curso de psicologia e faltava apenas um mês para a conclusão quando, de repente, eis que surge em Teresina um curso de cinema, ministrado por profissionais com larga experiência na área, todos do Rio de Janeiro, com inúmeros trabalhos qualificados no curriculo. O tal curso teria duração de um mês e aconteceria justamente no horário das minhas últimas aulas e provas. Então, por menos de um minuto, fiquei na dúvida se trocaria a minha formatura e meu diploma (o grande sonho da minha mãe, que já vinha realizando por pelo menos uns 5 anos) por uma chance de me aprofundar um pouco mais na 7 arte e tirar centenas de dúvidas com quem já trabalhava de verdade no negócio. Fiquei com o curso de cinema e até hoje nunca me formei… Da psicologia, minha grande paixão, eu queria apenas todo o conhecimento pois, para mim, diploma nunca foi e nunca será relevante!

Esse curso de cinema era a peça chave que faltava na minha equação, era o ponto de ouro e, sem dúvida, foi o momento da virada. Com ele preenchi os últimos detalhes para a criação do meu bem mais precioso!

Nessa época, eu já tinha fotografado meu primeiro casamento (de uma amiga da faculdade), já tinha feito minha primeira exposição (de um evento de dança do ventre da qual minha irmã, e hoje braço direito da zulk, era a professora), já tinha feito um série de books de várias amigas e amigas de amigas, já tinha conhecido muita gente e vivido algumas aventuras proporcionadas pela fotografia e, ao todo, já devia ter ganhado uns 5 mil reais ao longo de toda a minha carreira, kkkkkkk!!!

Minha primeira câmera, a Olympus c700, agora já estava aposentada e eu tinha acabado de comprar uma super Sony 828, uma câmera maravilhosa e que contava com talvez a única lente zoom 28-200 com abertura 2.0 que já vi na vida, que aliás comprei com meu próprio dinheiro, fruto de muito suor. Durante minha vida inteira economizei muito e reinvesti praticamente tudo que ganhei até hoje. Posso até dizer que ainda não obtive lucro com a fotografia, mas, em compensação, tenho um negócio que hoje vale mais de 1 milhão reais! Nos meus planos, a Zulk vai começar a dar lucro em 2013!

Como já falei, meu plano de ser um  psicólogo clínico tinha acabado de ir por água abaixo, principalmente por causa do curso de cinema que estava fazendo. Paralelo a isso eu estava completamente envolvido com outra forma de arte, com outro ramo da fotografia, extremamente escasso na época (pelo menos na minha região), algo que tinha visto pela primeira e única vez na vida na feira de 2004: os álbuns fotográficos encadernados! Simplesmente achei fantástica a idéia da própria página do álbum já ser a foto, realmente fiquei muito encantado!

Um dos grandes papéis da psicologia na minha vida, além de me dar muitos conhecimentos sobre o comportamento humano, foi o de me transformar completamente: fez com que eu entendesse que tudo é possível; e que a coisa mais importante na vida de cada um é a determinação e a vontade de vencer, pois as maiores barreiras da vida quem constrói ou destrói somos nós mesmos!!!

(12)

Deixe um Comentario

Jean Paulo Jean Paulo, um autodidata, um eterno apaixonado por tecnologia, tem na base de sua formação a psicologia de onde misturou com a fotografia, e diversas outros conhecimentos técnicos, como designer, empreendedorismo, administração, arte, teorias da aprendizagem, marketing digital e de tudo isso criou a Zulk. Hoje, alem de tudo, dedica a maior parte de sua vida a estudar filosofia, e a treinar outras pessoas pra atingir o sucesso.